COVID-19: A revolução digital na saúde

0

As mudanças em nossos hábitos provocadas pelo distanciamento social são incontáveis, e podem ser notadas nas mais diversas áreas de atuação profissional. O uso acentuado da tecnologia, iniciado pela necessidade da aproximação de pessoas pelo meio virtual, serviu como catalisador de processos de modernização em inúmeros modelos de negócio e é assim que começamos a entender a revolução digital na saúde que houve como consequência da Covid-19.

Na saúde, a revolução digital do setor já é uma realidade há anos, facilitando o acesso à saúde em casos específicos ou comunidades afastadas. Porém, o ritmo da evolução tecnológica no setor foi acentuado ao início do período de quarentena em todo o mundo.

A urgência em encontrar alternativas para atendimentos, tratamentos e comunicação entre profissionais e pacientes acelerou processos como exemplificado no artigo “Como a Covid-19 preparou o caminho para a revolução digital na saúde”, escrito por Leandro Rodriguez, Vice-Presidente para a América Latina da Alteryx e publicado no Portal Hospitais Brasil.

Nele, o autor menciona a telemedicina como principal tecnologia que experienciou crescimento, especialmente na forma de teleconsulta. Da mesma forma que os mais diversos setores implementaram o uso de reuniões online, as consultas médicas de menor complexidade podem ser realizadas.

O monitoramento remoto de pacientes, que já era uma realidade para alguns, agora se mostra uma medida protetiva para indivíduos com condições de alto risco.

No artigo, Leandro também destaca a atenção que gestores hospitalares terão, no futuro, à possibilidade de novas epidemias. A estrutura dos centros de saúde públicos e privados deverão ser pensadas considerando outras hipóteses, garantindo a segurança de todos.

O uso de dados sobre pacientes, tratada há tempos como tópico de ambiguidade moral, também é vista como solução para muitos problemas na era digital. De acordo com o artigo, a análise preditiva e prescritiva de dados pode otimizar processos de diagnóstico, por exemplo, e até baixar custos.

Entre esses e muitos outros novos métodos inovadores, a experiência de profissionais da medicina nos meios online durante o período de pandemia é forma de contribuir com o desenvolvimento das práticas de medicina remota, que ainda tem inúmeros desafios pela frente. O futuro do setor de saúde está passando por um momento definidor, com ideias sendo testadas e reinventadas todos os dias.