Grupos de risco do COVID19

0

A maioria das pessoas infectadas por COVID-19 experienciam sintomas leves e voltam à saúde normal em alguns dias. Outras pessoas, no entanto, estão mais em risco de doença grave do que outras. No dia mundial da Asma, vamos destacar os grupos de risco para o novo Coronavírus, suas particularidades e tratamentos.

Há alguns grupos de pessoas que correm maior risco de contrair COVID-19, e a doença os atinge mais duramente. 

Os 4 grupos de risco:

  • Pessoas de mais de 70 anos, independentemente de ser acometido, ou não, por condições médicas.
  • Menores de 70 anos que têm uma condição de saúde subjacente – Este grupo inclui pessoas que têm:
  • Doença respiratória ou pulmonar crônica (Ex.: Asma, DPOC).
  • Doença cardíaca (Ex.: Insuficiência cardíaca, pressão elevada).
  • Doença renal prolongada.
  • Doença hepática a longo prazo, como hepatite.
  • Diabetes.
  • Doenças neurológicas de longo prazo (Ex.: Doença de Parkinson, esclerose múltipla, paralisia cerebral).
  • Problemas com o baço como anemia de células falciformes
  • Um sistema imunológico enfraquecido como resultado de condições médicas como HIV ou AIDS ou medicamentos como corticoides e quimioterapia.
  • Índice de Massa Corporal (IMC) igual ou superior a 40.
  • Mulheres grávidas
  • Pessoas com problemas de saúde complexos, grupo que inclui pacientes que:
  • Passaram por transplante de órgãos e fizeram uso de medicação para suprimir o seu sistema imunológico.
  • Têm câncer e estão fazendo quimioterapia ou radioterapia.
  • Têm câncer do sangue ou da medula óssea (como leucemia, linfoma e mieloma).
  • Têm condições respiratórias/pulmonares graves, como a fibrose cística ou asma grave.
  • Têm doenças graves do sistema corporal, como doença renal grave controlada com diálise regular.

Outros fatores de risco

Alguns fatores relacionados a estilo de vida também podem tornar mais difícil a luta contra o COVID-19. Entre eles o consumo de cigarros, pois compromete a respiração e os pulmões, que é onde o vírus se instala. Fumar também reduz a resposta a alguns medicamentos e contribui para doenças cardíacas e hipertensão.

O que fazer se estou em grupo de risco?

  • Tomar precauções

Embora todos, independentemente da idade e do estado de saúde, sejam aconselhados a adotar o distanciamento social, as pessoas de qualquer um dos grupos de risco são fortemente aconselhadas a fazê-lo. Além disso, pacientes também devem continuar a seguir orientações rigorosas de higiene geral.

  • Autoisolamento

Famílias que são compostas por pessoas de grupo de risco devem prestar atenção redobrada a sintomas como temperatura elevada e tosse contínua. Ao primeiro sinal de contaminação por COVID-19, deve ser praticado o autoisolamento de membros da família infectados e pessoas em maior risco.

  • Medicamentos e consultas médicas

Se estiver num grupo de risco, é recomendável que continue a tomar medicação regular, a não ser que seu médico indique o contrário. Como médico, disponibilize informações a seus pacientes sobre medicamentos que podem ou não ser utilizados nesse momento, e esteja disponível para tirar dúvidas em ligações ou por meios online. Comece essa corrente compartilhando de matérias como essa para sua lista de familiares e pacientes, sempre incentivando a busca pela informação e o cuidado.