O uso das redes sociais para profissionais da saúde

0

Atualmente, as redes sociais são porta de entrada de um mundo de acessibilidade e divulgação para todos os setores econômicos, muito além da sua função original de conexão entre pessoas próximas.

A área da saúde não fica para trás em ambientes online. Profissionais usam seus perfis de trabalho para ganhar espaço e visibilidade, enquanto divulgam dicas e mensagens sobre sua área de trabalho. Tais atitudes contribuem com a relação médico-paciente e estreitam laços de confiança por promover a comunicação e troca de feedback, além de ser vantajoso para a autopromoção dos serviços de saúde de cada médico.

Confira aqui as redes sociais mais populares usadas por médicos e como profissionais podem se beneficiar do seu uso!

  • Instagram

A rede social é a que mais cresce no Brasil, unindo todos os públicos em um espaço de compartilhamento de fotos. Uma das grandes vantagens do Instagram está no amplo alcance entre todas as faixas etárias, o que não limita a divulgação dos profissionais ao seu público alvo. Lá podem ser divulgadas informações de utilidade geral e formar interação entre atuais e futuros pacientes. Outro recurso oferecido pelo Instagram, além das fotos postadas em feed, é o stories. Nele, médicos podem falar em vídeos curtos e fotos dinâmicas sobre novidades, dicas ou tratamentos para pacientes que assistem. E, já que o Instagram é uma rede social essencialmente visual, atente para a qualidade das imagens divulgadas, pois fotos publicadas em baixa resolução podem passar impressão de despreparo.

  • Facebook

O Facebook é mundialmente conhecido por gerar comunicação entre seus mais de 2 bilhões de usuários. Por isso, médicos que utilizam da rede social para divulgar seus serviços dispõem de grandes oportunidades de negócios e enorme diversidade de potenciais pacientes. O principal modo uso do Facebook por profissionais de saúde é a divulgação de informações sobre suas especialidades, assim criando fácil engajamento com os clientes novos e antigos, e gerando feedback prático em posts e mensagens.

  • Twitter

A particularidade do Twitter é chamar atenção em frases ou parágrafos curtos. A objetividade atrai profissionais em busca de comunicação com clientes por vias rápidas. Lá podem ser divulgadas informações básicas e esclarecidas dúvidas, como por exemplo, o horário de funcionamento de centros de saúde, além de permitir a realização de enquetes – que podem ser um recurso muito útil para coleta de feedback. Também pode ser um bom espaço para divulgar suas ações nas outras redes sociais e promover mais interação.

  • Youtube

A rede social mais usada pelo público jovem é uma plataforma rica em conteúdo. No Youtube, médicos podem esclarecer dúvidas em vídeos e falar sobre assuntos de utilidade pública. É importante investir, portanto, na qualidade das produções publicadas, se preocupando com a captação de som e imagem.