Normas do descarte de lixo hospitalar

0

O lixo hospitalar é todo tipo de resíduo proveniente de qualquer estabelecimento de saúde, tanto de atendimento médico à seres humanos como à animais. Além disso, os resíduos de laboratórios de pesquisa ou farmacologia também integram esse grupo.

Por apresentar alto nível de proliferação de doenças, causando riscos à saúde de seres humanos e do meio ambiente, o lixo hospitalar precisa de um cuidado diferenciado. Ainda assim, muitos hospitais, clínicas e laboratórios não sabem ao certo como proceder na hora de descartar instrumentos e resíduos infectados.

A ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária é o órgão responsável pelas regras de tratamento e acondicionamento desse tipo resíduos, que devem ser devidamente separados. Essa determinação foi estabelecida com o intuito de evitar danos ao meio ambiente e prevenir acidentes com os profissionais que fazem o manuseio desses resíduos. Nesse contexto, é imprescindível que haja um acompanhamento específico do lixo desde a sua origem até o destino final, que pode incluir o tratamento por autoclave ou por incineração e posterior aterragem.

Por isso, além das regras de tratamento, também é usada uma nomenclatura específica que tem como objetivo agrupar os tipos de lixo tornando mais fácil sua separação e identificação em cinco tipos:

  • Grupo A (potencialmente infectantes)– resíduos que apresentam risco de infecção Ex.: Bolsas de sangue contaminado;
  • Grupo B (químicos)– que contenham substâncias causadoras de risco à saúde ou ao ambiente. Ex.: Medicamentos, reagentes para laboratório e substâncias para revelação de filmes de Raio-X;
  • Grupo C (rejeitos radioativos)– objetos ou materiais que contenham radioatividade, e não possam ser reutilizados. Ex.: exames de medicina nuclear;
  • Grupo D (resíduos comuns)– lixo hospitalar não contaminado, ou que não oferece riscos. Ex.: gesso, luvas, gazes, materiais passíveis de reciclagem e papéis;
  • Grupo E (perfurocortantes) – instrumentos que possam cortar ou furar. Ex.: lâminas, bisturis, agulhas e materiais de vidro.

Referência no mercado de manipulação de lixo infectado, a empresa Nordestina Brascon Gestão Ambiental Ltda. é expositora da HospitalMed 2019, e tem como objetivo principal fornecer aos clientes um atendimento personalizado, qualidade na prestação de serviços, precisão nos controles, segurança no transporte e destinação dos resíduos, sempre visando respeito às pessoas e a preservação do meio ambiente. Atua em diversas áreas do setor de saúde, como hospitais, ambulatórios, clínicas veterinárias, clínicas, postos de saúde, laboratórios, etc.

A Brascon atua na coleta, transporte, tratamento e destinação final dos resíduos do serviço de saúde, classificados como grupo A, B e E, conforme normas vigentes. Preocupada em contribuir com a preservação do meio ambiente, a empresa conta com os mais variados clientes que estão na busca por uma conformidade com a legislação vigente, que exige essa coleta e tratamento diferenciado dos lixos produzidos.