Pernambuco incorpora novo medicamento para crianças microcéfalas

0
A distribuição será feita nas unidades da Farmácia de Pernambuco. FOTO: Divulgação/SES-PE

Com um investimento de mais de R$ 270 mil, o Governo de Pernambuco adquiriu mais de 4,2 mil frascos do medicamento Levetiracetam (Keppra). O remédio é destinado a evitar crises convulsivas em crianças com a síndrome congênita do Zika (SCZ/microcefalia) e começará a ser distribuído ainda neste mês de agosto. O estado assim se torna o primeiro do Brasil a disponibilizar o medicamento pelo Sistema Único de Saúde.

A norma técnica com os critérios de inclusão de pacientes para uso do remédio, o protocolo terapêutico e o fluxo para prescrição pelos profissionais de saúde foram publicados no Diário Oficial do Estado, na última quinta-feira (3). A distribuição será feita nas unidades da Farmácia de Pernambuco, em todas as regiões do estado.

Segundo a Secretaria de Saúde, para ter direito ao Keppra, a criança precisa ser atendida em alguma unidade referência para este público, além de laudo médico, histórico clínico do paciente e exame físico geral (com ênfase nas áreas neurológica e psiquiátrica). As crianças devem ter idade superior a 1 mês de vida. A medicação é indicada para pacientes com quadros de saúde mais graves.

“Neste mês de agosto, tivemos a expansão das unidades de referências para todas as 12 Gerências Regionais de Saúde e, agora, a disponibilidade do Levetiracetam na Farmácia de Pernambuco. Essa é uma conquista para os pacientes e suas famílias, que terão mais essa alternativa para o desenvolvimento dessas crianças”, ressaltou o secretário estadual de Saúde, Iran Costa.

COMPARTILHAR