Lexotan tem venda de lote proibida pela Anvisa

0
O problema foi classificado como classe 3, de baixo risco. FOTO: Divulgação/Anvisa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu, nesta quarta-feira (19), todo o estoque do lote RJ0894 do medicamento Lexotan. A determinação foi publicada no Diário Oficial da União. O lote específico continha comprimidos de 3 mg, validade até janeiro de 2019 e deve ser recolhido do mercado pela fabricante Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos.

Em comunicado, a Anvisa afirma que o lote apresentou “resultados abaixo da especificação prevista no enasio de dissolução em estudos de estabilidade”. Estes estudos avaliam se as propriedades farmacêuticas de determinado medicamento permanecem estáveis ao longo do prazo de validade.

O problema foi classificado como classe 3, de baixo risco, na qual existe baixa probabilidade de que o uso ou exposição a tal medicamento possa causa consequências adversas à saúde. Mesmo assim, o lote suspenso não deve ser utilizado. Demais lotes do produto estão liberados. A Anvisa recorda que há, no mercado, diferentes remédios genéricos e similares com o princípio ativo bromazepan.

COMPARTILHAR