Governo Federal libera R$ 20 milhões para pesquisas em alimentação e nutrição

0
Foto: Pixabay

No dia 10 de julho, o Ministério da Saúde lançou três editais de pesquisa na área de alimentação e nutrição. Em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTIC), o aporte financeiro para a iniciativa é de R$ 20 milhões e o objetivo é fazer um diagnóstico completo da situação da população brasileira, além de fomentar estratégias visando a promoção da saúde.
 
“É fundamental conhecermos, a fundo, os atuais hábitos alimentares e o estado de saúde dos brasileiros. Estas pesquisas nos ajudarão a planejar, de forma eficaz, as políticas públicas. Assim, será possível conscientizar a população e evitar o desenvolvimento de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão”, explicou o ministro da Saúde, Ricardo Barros. O edital está disponível na página oficial do CNPq, onde também deverão ser inseridas as propostas de pesquisadores interessados.
 
Entre as frentes abordadas nos editais está o Inquérito Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil, com financiamento de R$ 15 milhões. A pesquisa se desdobrará em três eixos: consumo alimentar, antropometria e avaliação bioquímica das carências de micronutrientes. Haverá ainda apoio para projetos que visem contribuir para o desenvolvimento científico e tecnológico para a inovação do país. 
 
Obesidade, regulação da publicidade infantil, promoção de alimentação adequada e rotulagem de alimentos são alguns dos temas que podem ser contemplados. Uma verba de R$ 400 mil será destinada para revisões sistemática a literatura de estudos sobre vários temas.
 
Dados
 
No Brasil, 33,5% das crianças, de cinco a menores de nove anos, apresentam excesso de peso, de acordo com a Pesquisa de Orçamentos Familiares, POF 2008-2009. O mesmo percentual atinge os adolescentes brasileiros de 12 a 17 anos com sobrepeso (33,5%), sendo que 8,4% estão obesos, segundo o Estudo de Riscos Cardiovasculares em Adolescentes, ERICA -2015.

COMPARTILHAR